Alguma notícia está errada? Contate-nos

Categorias

Edit Template

Mendonça: fim de saidinha só vale a partir da nova lei

O ministro André Mendonça, do STF (Supremo Tribunal Federal), liberou trabalho externo e saída temporária a um homem preso e condenado por roubo em 2020, em Minas Gerais. Para o ministro, a mudança da lei proibindo as chamadas saidinhas não pode valer para os condenados antes da sua entrada em vigor. A decisão foi dada nesta terça-feira (28), mesmo dia em que o Congresso analisou e derrubou o veto do presidente Lula (PT) ao projeto de lei que acabou com a saída temporária em datas comemorativas como Natal e Páscoa. O benefício foi extinto pelos parlamentares em fevereiro deste ano, e o projeto previa a entrada em vigor da mudança a partir de 11 de abril. Lula vetou o trecho na mesma data. A alteração aprovada pelo Congresso define que não terá direito à saída temporária ou a trabalho externo sem vigilância o condenado por crime hediondo, com violência ou grave ameaça. O caso em questão foi um roubo cometido com uso de arma de fogo, em Ipatinga (MG). Mendonça então lembrou que apenas condenados por crime hediondo com morte não tinham direito às saídas temporárias, segundo a Lei Anticrime, de 2019. Fonte: Clique aqui

Compartilhar notícias:

resuminho.com.br

Resumindo noticias para você não perder tempo. E o melhor, com fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre

Somos um site que faz resumos de notícias para que você tenha informações rápidas com fontes sem enrolação

Nos siga nas redes

© 2024 Resuminho – Todos os direitos reservados