Alguma notícia está errada? Contate-nos

Categorias

Edit Template

Google vai proibir impulsionamento de conteúdo político

O Google vai vetar o impulsionamento de propaganda eleitoral a partir do dia 1o de maio de 2024. A decisão ocorreu em função da impossibilidade de a empresa cumprir todas as exigências do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de acordo com o jornal Gazeta do Povo. Leia mais: “TSE vai ter novo comando a partir de maio” O órgão eleitoral ordenou às big techs a ampliação do painel para monitoramento de todos os anúncios. Tal decisão impede que os conteúdos de candidatos sejam impulsionados no Google Ads, plataforma que permite a criação de anúncios para o buscador e empresas do grupo, a exemplo do YouTube. “As eleições são importantes para o Google, e, ao longo dos últimos anos, temos trabalhado incansavelmente para lançar novos produtos e serviços para apoiar candidatos e eleitores”, declarou a empresa em comunicado divulgado nesta terça-feira, 23, pelo Poder360. Leia mais: “TSE reserva pouco mais de R$ 4 milhões para auditoria do sistema eleitoral” “Para as eleições brasileiras deste ano, vamos atualizar nossa política de conteúdo político do Google Ads para não mais permitir a veiculação de anúncios políticos no país”. Fonte: Clique aqui

Compartilhar notícias:

resuminho.com.br

Resumindo noticias para você não perder tempo. E o melhor, com fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre

Somos um site que faz resumos de notícias para que você tenha informações rápidas com fontes sem enrolação

Nos siga nas redes

© 2024 Resuminho – Todos os direitos reservados